terça-feira, 2 de agosto de 2016

a lesma arrasta-se sorrateira.
rasteja em si apenas o que vê.
e o que vê são troncos robustos, crescentes.
avança sob folhas amarelas, já secas
enquanto a calçada parece estreitar.
teme a brisa, os ruídos, o concreto
mas os olhos - não os volta
pois sabe que já resta
apenas
o seu rastro.

02/08/2016