quarta-feira, 29 de junho de 2016

atom

apressada
como se tudo
fosse
insípido

esperando
- tolice! -
o instante
revelador
preciso
revolucionário

a romper
o silêncio

como se os lábios
selados
fossem nó

e neles
se prendesse
a esperança
e o tempo.


lis 29/06/2016